Skip Ribbon Commands
Skip to main content

Notícias

Jones Lang LaSalle participa da Hora do Planeta

Pelo sexto ano consecutivo, empresa apoia ato simbólico mundial de apoio à luta contra o aquecimento global e as mudanças climáticas


​A consultoria de investimentos e serviços imobiliários Jones Lang LaSalle participará pelo sexto ano consecutivo da Hora do Planeta, que este ano acontece no dia 23 de março, das 20h30 às 21h30. A Jones Lang LaSalle apagará as luzes e desligará equipamentos não essenciais de seus quatro escritórios no Brasil, desligará letreiros luminosos de fachadas e mobilizará as pessoas nas mais de 100 propriedades que gerencia no país, além de incentivar seus clientes, parceiros, fornecedores e funcionários a se juntarem ao movimento.

A Hora do Planeta é uma iniciativa mundial da Rede WWF realizada desde 2007, é um ato simbólico em apoio à luta contra as mudanças climáticas, na qual empresas, governos e pessoas no mundo todo se unem para mostrar sua preocupação com o aquecimento global, apagando as luzes durante sessenta minutos. No ano passado, segundo a WWF, mais de um bilhão de pessoas participaram da Hora do Planeta. 

Dia Mundial da Água – No dia 22 de março comemora-se o Dia Mundial da Água. A data é um momento para relembrar ao mundo que a água doce é um recurso finito e que, portanto, necessita ser utilizada conscientemente. 

Atenta a essa preocupação, a JLL gerencia os recursos hídricos nas propriedades que administra. Além da responsabilidade ambiental, os projetos de uso racional de água também contribuem para a redução dos custos operacionais do empreendimento, sendo um investimento com alto retorno em prazos curtos. 

Nestes projetos, a atuação da Jones Lang LaSalle compreende desde o estudo detalhado de viabilidade técnica e econômica, planejamento, projeto e implementação de soluções específicas para cada empreendimento, buscando a melhor solução técnica com a melhor relação custo x benefício. Outra etapa importante do trabalho é a conscientização do usuário final sobre o uso racional da água, por meio de ações de comunicação direcionadas. "A atualização da tecnologia das instalações hidrossanitárias, aliadas às ações de engajamento dos usuários promovem uma mudança de atitude em relação ao uso da água, fundamental para a continuidade e o sucesso dos projetos de gestão de recursos hídricos", afirma José Roberto Freitas, diretor da área de Gerenciamento de Propriedades da Jones Lang LaSalle.

Somando todos os projetos de uso racional de água gerenciados pela Jones Lang LaSalle registrou-se uma economia de 8 milhões de litros de água por mês, o que equivale a quatro piscinas olímpicas ou o Parque Aquático Maria Lenk (Pan Rio 2007).

A data de 22 de março foi designada pela Assembleia das Nações Unidas em 1993, em resposta à recomendação da Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento (UNCED) para que a água tivesse um dia especial para celebrá-la internacionalmente. A cada ano, o Dia Mundial da Água destaca um aspecto da água doce como tema e 2013 é o Ano Internacional de Cooperação pela Água.

Entre as propriedades administradas pela JLL, o Edifício City Tower, localizado no Centro do Rio de Janeiro, coloca em prática diversas ações para garantir o uso racional da água, apoiadas pelo proprietário e pelos ocupantes. Em 2012, vários investimentos foram realizados no edifício, como a instalação de dispositivos economizadores (acabamento de descargas, reguladores de vazão e arejadores nas torneiras), substituição de registros e das bacias sanitárias das áreas privativas e instalação de um sistema de irrigação automático e com sensor de chuva.

JLL: engajamento global – Reconhecida mundialmente pelo seu engajamento ativo nas discussões sobre as mudanças climáticas e pelo desenvolvimento de iniciativas e práticas sustentáveis de grande impacto no mundo, a Jones Lang LaSalle mantém parcerias e associações com as principais organizações mundiais em prol da sustentabilidade, entre as quais: The Better Buildings Initiative, Clinton Global Iniciative, Ceres, The U.S. Green Building Council, ENERGY STAR.

Sua plataforma global de serviços Energy & Sustainability Services permite que as equipes da JLL troquem informações sobre as principais tendências e ações sustentáveis que são colocadas em prática no mundo todo. Por meio de seus serviços, a JLL conseguiu para seus clientes uma economia de US$ 105 milhões em custos de energia e reduziu a emissão de gases em 587 mil toneladas em 2011.

Para saber mais detalhes sobre os principais cases de redução de custos em energia conseguidos pela JLL para seus clientes, acesse: Energy and Sustainability Case Studies.

Por suas ações em prol da sustentabilidade, a empresa também recebeu diversas premiações, como o Sustainable Cities Awards, do Financial Times e Urban Land Institute, além de ter recebido pelo terceiro ano consecutivo o reconhecimento da ENERGY STAR com as premiações Patner of the Year e Sustained Excellence. Para conhecer as premiações da empresa, visite: Premiações – Jones Lang LaSalle

Sustentabilidade: o caminho brasileiro – A sustentabilidade já é levada em conta como premissa básica de qualquer projeto ou serviço oferecido pela Jones Lang LaSalle. No Brasil, diversas propriedades administradas pela empresa destacam-se no mercado por adotar práticas sustentáveis em seu cotidiano. Os gerentes de propriedades trabalham em parceria com seus clientes para continuamente propor soluções que visam à utilização mais racional de recursos, combinadas com práticas menos agressivas ao meio ambiente, desde a concepção até a operação e manutenção de um empreendimento.

 "Nossa atuação nos imprime a responsabilidade de engajar toda a cadeia envolvida em nossos trabalhos de gerenciamento de uma propriedade, temos também um papel de difusão de conhecimento, fundamental para conscientizar esses públicos e ampliar o impacto das ações e práticas sustentáveis adotadas no cotidiano de nossas atividades", afirma Fábio Martins, diretor da área de Gerenciamento de Propriedades da Jones Lang LaSalle.