Pessoas

Tatiana Maillefaud

Advogada sênior e líder do Black Professionals Network no Brasil

Com uma longa experiência em multinacionais dos mais variados setores, Tatiana Maillefaud transformou sua ambição em uma oportunidade. A partir de uma candidatura via LinkedIn, ingressou na JLL em 2015 e, desde então, trabalha para ir além de suas obrigações como advogada, atuando no aprendizado e na conscientização de todas as equipes e colaboradores para tornar a empresa mais inclusiva e diversa.

Formada em direito pela Universidade Paulista (UNIP) e com MBA em Gestão Empresarial pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), Tatiana usa todo o conhecimento adquirido e a experiência internacional nos Estados Unidos e na França para ajudar diferentes áreas da JLL na análise, elaboração e formalização de todos os contratos.

A atuação de Tatiana na JLL, no entanto, vai muito além dos contratos e das obrigações legais. Como líder do BPN (Black Professionals Network) no Brasil, ela tem a missão de ajudar as Lideranças da JLL a atrair, desenvolver e reter os melhores talentos negros na JLL, estimulando uma cultura de liderança e inclusão.

“Para que a diversidade prospere, a inclusão deve ser praticada por todas as pessoas que detêm o poder de decisão, pois a inclusão é uma escolha individual. Para que possamos ter mais inclusão racial e oportunidades iguais, caberá a cada gestor se tornar responsável pelo desenvolvimento de profissionais negros em seus times, de modo a tornar suas equipes mais diversas, aflorando o sentimento de pertencimento.”

Em uma conversa conosco, Tatiana explicou sua trajetória, revelou em quem se inspira, quais são seus hobbies e a motivação em fazer com que o BPN seja um caminho para promover transformações tanto dentro como fora do ambiente corporativo.  

 

Conheça a nossa Rede de Talentos

Nossa Rede de Talentos é o lugar ideal para aprimorar sua busca de emprego, agilizar o processo de inscrição ou simplesmente aprender mais sobre a vida na JLL.

Como você chegou à JLL e qual é a sua atuação? 

Trabalhei em grandes empresas multinacionais em diversos setores, como varejo de alimentos, produtos esportivos, shopping centers, imobiliário, energia e telefonia. Em 2015, me candidatei para uma vaga via Linkedin e cheguei à JLL. Hoje, tenho mais de 20 anos de experiência em real estate e atuo como advogada sênior de Transações (Brasil e LatAm), Hotéis (Brasil) e IPS (LatAm). Além disso, sou líder do BPN Brasil.

 

Do que você mais gosta em trabalhar na JLL? 

A JLL é uma empresa que possibilita uma interface muito importante com outros países e culturas. Com toda a certeza, isso agrega e torna o nosso trabalho muito mais interessante, somado aos colegas de trabalho, que são especiais e fazem com que o ambiente seja muito melhor para desempenharmos bem nosso trabalho e nos sentirmos confortáveis. 

 

Como você tenta desenvolver a inclusão racial em suas atividades dentro da JLL? 

Desempenhando meu papel como líder do BPN e compartilhando conhecimento sobre as questões raciais, desde conceitos básicos, vocabulário, dificuldades enfrentadas por profissionais negros, de modo a auxiliar as lideranças da JLL a desenvolverem um plano de ação alinhado às diretrizes globais, que visem o aprimoramento da pauta racial e sua interseccionalidade com os outros grupos de afinidades. Dessa forma, podemos promover a mudança da cultura do racismo estrutural em que estamos inseridos.

 

O que o Black Professionals Network (BPN) da JLL significa para você? 

O grupo de afinidade significa um meio de dar voz aos profissionais negros que trabalham na JLL e preparar o ambiente para novos profissionais que queiram se juntar à empresa. O BPN é uma forma de trazer a representatividade dos profissionais negros, de modo a ajudá-los a desenvolver suas carreiras e reeducar a liderança, gestores e colaboradores a entenderem as dificuldades que eles têm enfrentado tanto pessoal como profissionalmente.

O nosso objetivo é provar que todos merecem uma chance e possibilitar que os profissionais negros tenham acesso às oportunidades de crescimento de forma igualitária, tornando o ambiente mais inclusivo e equânime.

 

O ano de 2020 ficou marcado por apelos por justiça racial em todo o mundo. O que dizer sobre isso?  

O Brasil, por exemplo, sofre muito com o racismo velado, o que dificulta sua identificação. Entretanto, se pararmos para analisar o que foi 2020, chegaremos à conclusão de que foi um ano em que as pessoas finalmente começaram a enxergar que o racismo existe e que deve ser enfrentado. Isso resultou em um clamor de justiça, fortalecendo movimentos contra o racismo, mas acima de tudo nos motivando a continuar contribuindo da melhor forma para que injustiças como as que ocorreram e que vem ocorrendo por tantos anos deixem de existir, colocando nossa voz em posição de destaque.

 

O que você mais gosta de fazer fora do ambiente de trabalho? 

Com toda a certeza estar ao lado das pessoas que eu amo. Viajar com as minhas filhas, estar ao lado da minha família e dos meus amigos são atividades que sempre amo fazer fora do meu ambiente de trabalho. 

 

Se você pudesse conhecer uma pessoa, quem seria? 

Gostaria muito de ter conhecido Martin Luther King Jr. (“I have a dream...”)

 

Interessado em saber como a JLL pode ajudá-lo a alcançar suas ambições de carreira?