Opinião

Brasileiros querem casa em Portugal

Bom momento econômico do país europeu e adoção de medidas para facilitar residência de estrangeiros estimulam brasileiros a se mudar.

26 de Fevereiro de 2018

Portugal já tem sua fama mundial como um tradicional destino turístico, mas vem crescendo aos olhos dos estrangeiros também como um excelente lugar para se morar. O país está entre os cinco destinos preferidos por expatriados para fixar residência, segundo a pesquisa anual Expat Insider 2017, da InterNations, uma rede global que conecta expatriados.

E, a cada ano, mais brasileiros têm decidido morar em Portugal. Em busca de mais qualidade de vida em um país com o qual compartilhamos, além da língua, também a história, os brasileiros são os que mais têm buscando imóveis residenciais em Portugal.

Pedro Lancastre, diretor-geral da JLL Portugal, conversou conosco sobre a descoberta de Portugal pelos brasileiros.

A que vocês atribuem o crescimento do interesse dos brasileiros em morar em Portugal?

Pedro Lancastre:  Os brasileiros buscam qualidade de vida, e Portugal acaba sendo o destino preferido para se realizar o desejo de morar em outro país. Falamos a mesma língua, e isso cria um elo, um sentimento de acolhimento, que facilita muito a adaptação. Além disso, Portugal vive um bom momento econômico, e o fato de o país vir adotando medidas que simplificam a autorização de residência para estrangeiros também tem servido de estímulo aos brasileiros. Em 2017, o número de Vistos Gold concedidos a brasileiros aumentou 75% em comparação ao registrado no final de 2016.

Os brasileiros são os principais clientes estrangeiros da JLL Portugal no segmento residencial?

Pedro Lancastre: Sim, depois dos próprios portugueses, os brasileiros são a nacionalidade que mais vem adquirindo imóveis residenciais no país. Em 2016, representaram 18% das nossas vendas, no ano passado, 25%, e sabemos que esse número vai crescer. Brasil e Portugal, que já compartilham um passado em comum, estão começando uma nova história de um futuro juntos. E nós, da JLL Portugal, ficamos orgulhosos de fazer parte dessa nova etapa da história dos dois países.