Reportagem

Escritório com a chave na mão: turnkey ajuda mercado do Rio a se reinventar

Modelo de negociação está em alta e beneficia proprietários e inquilinos.

20 de Agosto de 2019
Modelo turnkey ajuda o Rio de Janeiro a se reinventar

Encontrar um escritório pronto para ser ocupado, que não demande muitas obras, é uma forma de reduzir custos para as empresas. Pensando nisso, muitos proprietários têm sido flexíveis na hora de negociar seus imóveis, especialmente no Rio de Janeiro, onde a oferta é grande. Assim, o modelo turnkey - ou chave na mão – tornou-se uma forma para atrair e reter inquilinos e diminuir o investimento dos locatários, ajudando a região a se reinventar.

“O mercado carioca foi bastante impactado pela economia e pela política nos últimos anos. Muitas empresas mudaram de escritório, reduzindo seus espaços ou consolidando operações em imóveis maiores, aproveitando oportunidades de negociação. O momento continua favorável para os inquilinos”, afirma Evie Kempf, gerente de Transações da JLL no Rio de Janeiro.

No modelo turnkey, a empresa que busca um escritório apresenta um projeto de ocupação com suas necessidades e o proprietário faz os investimentos, entregando o imóvel pronto. Geralmente, esses custos são embutidos no aluguel e ficam diluídos durante a vigência do contrato. Em compensação, o contrato tem duração maior em relação ao que é geralmente praticado. Ou seja, os dois lados podem se beneficiar.

“É um modelo de negociação que se adapta ao momento do mercado, uma forma de atrair inquilinos, desde que o dono do imóvel tenha capital para investir”, diz a especialista da JLL. 

“Percebemos no Rio de Janeiro que os proprietários continuam flexíveis nas condições comerciais, buscando sempre viabilizar o negócio. Os preços tendem a estabilizar. Acreditamos que, em 2021, estaremos vivendo outro momento de mercado.”

Evie Kempf, gerente de Transações, JLL

Vantagens do turnkey 

Para locatários:

  • Espaço entregue pronto para ser ocupado conforme os padrões do locatário;
  • Obras por conta do proprietário;
  • Custos de adaptação do escritório embutidos no valor de locação e diluídos ao longo do contrato;
  • Economia de tempo e dinheiro.

Para proprietários:

  • Ocupação do imóvel;
  • Retenção do inquilino por mais tempo;
  • É possível renegociar o aluguel ao longo da vigência do contrato (revisional), de acordo com o momento atual do mercado.

Tétris: chave na mão com preço máximo garantido

A Tétris elabora projetos turnkey em um processo ponto a ponto - desde a captação do cliente até a entrega da chave - e dá suporte à área de real estate da JLL. 

“Somos, ao mesmo tempo, um escritório de arquitetura e uma construtora. Com esse processo integrado, um projeto ponto a ponto leva cerca de três meses para ser concluído: um mês de projeto e planejamento e dois meses de obra, em geral”, explica Reinaldo Ferreira, gerente de projetos e obras da Tétris.

Essa integração ajuda a promover redução de custos. “Como o processo de mudança é rápido, muitas vezes o cliente entra no imóvel antes de acabar a carência. Se ele negociou uma carência de seis meses, ao se mudar em três, economiza três meses de aluguel”, exemplifica.

E a economia não para por aí. Com sua expertise, a Tétris elabora estudos e estimativas de custos que permitem estipular e garantir o preço máximo a ser investido no projeto. “Temos poder de negociação com fornecedores parceiros a preços competitivos”, afirma Ferreira.