JLL adere ao Pacto Empresarial pela Integridade e Contra a Corrupção

Iniciativa é parte do compromisso global de promover fortes princípios de ética profissional em todos os níveis.

Abril 27, 2016

A consultoria de investimentos e serviços imobiliários JLL assinou o Pacto Empresarial pela Integridade e contra a Corrupção, reforçando seu compromisso público global com a integridade no ambiente de negócios.

Lançado em 2006, por iniciativa do Instituto Ethos de Empresas e Responsabilidade Social, e outras entidades, como o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud), o Pacto reúne um conjunto de diretrizes e procedimentos que deve ser adotado pelas empresas e entidades signatárias no relacionamento com os poderes públicos. Seus princípios estão baseados na Carta de Princípios de Responsabilidade Social, na Convenção da ONU contra a Corrupção, no 10º princípio do Pacto Global e nas diretrizes da OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico).

Resumidamente, os compromissos expressos no texto do Pacto e assumidos pelas 364 empresas signatárias de todo o país são: informação sobre legislação, já que as leis devem ser conhecidas internamente para serem cumpridas integralmente; divulgação, orientação e respostas sobre princípios legais aplicáveis às atividades da empresa ou entidade; vedação ao suborno; contribuição transparente e lícita a campanhas políticas; propagação de princípios do Pacto entre seus públicos; investigações abertas e transparentes e atuação junto à cadeia produtiva.

"A adesão da JLL ao Pacto constitui um passo importante para que o nosso programa Ética em Toda Parte seja reconhecido pelo mercado brasileiro, reforçando o valor internacional da companhia, que há quase uma década é reconhecida como uma das empresas mais éticas do mundo", afirma Gustavo Biagioli, diretor Jurídico e de Compliance da JLL.

Nove anos entre as mais éticas

Neste ano, a JLL foi reconhecida pelo Instituto Ethisphere, líder global na definição e avanço de padrões éticos nas práticas de negócios, em sua lista anual das Empresas Mais Éticas do Mundo (2016 World's Most Ethical Companies®). Este é o nono ano consecutivo que a JLL figura na lista do Ethisphere.

No Brasil, a JLL trabalha para alcançar a certificação local de seu programa de Compliance, e torná-lo um diferencial competitivo no mercado nacional. Conheça aqui as diretrizes e políticas de Ética e Governança Corporativa da JLL.

Fábio Maceira, CEO da JLL Brasil, complementa: "Tendo em vista os acontecimentos recentes na política e na economia do Brasil, não tenho dúvida de que sairão mais fortes da crise as empresas que demonstrarem valorizar a ética em seus negócios".

Maceira será um dos palestrantes do Latin America Ethics Summit, evento que acontece em São Paulo, nos próximos dias 8 e 9 de junho e, junto com Kathryn Ditmars, diretora global de Contencioso Jurídico e conselheira-geral para as Américas, representarão a JLL na conferência.

Em sua quarta edição, o Latin America Ethics Summit é idealizado pelo Instituto Ethisphere com o objetivo de oferecer uma perspectiva local sobre temas globais ligados à ética empresarial e abordará questões como ética e conformidade, negócios em ambientes de alto risco, combate à corrupção nos esportes e patrocínios esportivos, reputação, integridade e transparência, entre outras.