Mercado de escritórios de alto padrão de São Paulo fecha o ano com vacância em 22,4% 

Novo estoque foi responsável por injetar mais de 270 mil m² no mercado de locação.

17 de Fevereiro de 2021

Pelo terceiro período consecutivo, a taxa de vacância dos imóveis corporativos de alto padrão na cidade de São Paulo registrou crescimento. No 4º trimestre de 2020, o índice marcou 22,4%, um aumento de 3 p.p. em relação a aferição anterior, conforme aponta o estudo First Look, da JLL

O preço médio pedido na cidade foi de R$ 84,81, ou seja, 0,12% a menos que no trimestre anterior. Para Yara Matsuyama, gerente de Locação de Escritórios da JLL, o valor estável é reflexo da combinação de dois fatores.

“Algumas áreas da cidade tiveram queda no preço das locações, demonstrando maior flexibilidade por parte dos proprietários para manter os ocupantes atuais ou atrair novos negócios. Já nas regiões primárias, mais nobres, onde a vacância é muito baixa, os valores permanecem mais altos e não há perspectiva de queda”, explica.

De acordo com a pesquisa da JLL, o período teve absorção líquida negativa de 25,5 mil². Yara ressalta que dentro do cenário de pandemia, home office, revisão de contratos, devoluções e entrega de novo estoque, o índice ficou dentro do esperado. Apesar da redução do ritmo de negociações, a executiva destaca que a expectativa da vacinação pode influenciar o mercado.

“A sensação, no momento, é de que voltaremos a ter um grande volume de negociações, com as empresas buscando alternativas de mercado e soluções, como os espaços flexíveis e a descentralização dos escritórios para se adequarem ao pós-pandemia”, destaca. 

Perspectivas para 2021

Para 2021, estão previstos mais 208,2 mil m² de novo estoque a serem entregues. O volume deve impactar a absorção e a taxa de vacância, que deve manter a tendência de aumento. Contudo, Yara ressalta que este deve ser um ano de alto volume de negociações.

“2021 será o ano da eficiência. As empresas deverão olhar para seus custos e suas necessidades de forma a aproveitar ao máximo os recursos disponíveis. Parte dessa análise deve se concentrar no portfólio e nas formas de otimizá-lo”, conta a executiva.

Acesse o estudo First Look SP do 4º trimestre de 2020 aqui.


Sobre a JLL

A JLL (NYSE: JLL) é líder na prestação de serviços imobiliários e em gestão de investimentos. Moldamos o futuro do mercado imobiliário por um mundo melhor, usando as mais avançadas tecnologias para criar oportunidades recompensadoras, espaços incríveis e soluções sustentáveis para nossos clientes, nossas pessoas e todos que nos cercam. A JLL é uma empresa Fortune 500, com receita anual de US$ 16,6 bilhões, operações em mais de 80 países e uma força de trabalho de mais de 91 mil pessoas em todo o mundo em 31 de março de 2021. JLL é marca registrada da Jones Lang LaSalle Incorporated. JLL é marca registrada da Jones Lang LaSalle Incorporated. Para mais informações, visite jll.com.br