Pontos de vista

GRI Industrial e Logística eSummit 2021 aponta perspectivas e novas oportunidades para o setor

Evento online reuniu executivos para debater as consequências da aceleração provocada pela pandemia.

19 de Maio de 2021

O crescimento dos segmentos de serviços digitais e e-commerce durante a pandemia tem transformado a visão de muitas empresas e investidores sobre o mercado logístico. Com o objetivo de abordar a nova dinâmica do setor, os membros de Real Estate Brasil do GRI Club, entre eles executivos da JLL, reuniram-se para o GRI Industrial & Logística eSummit 2021

Realizado entre os dias 11, 12 e 13 de maio, o evento online discutiu tendências do mercado industrial e logístico, novos desenvolvimentos, perspectivas e aprendizados, além de oportunidades de negócio que o surgirão nos próximos meses frente ao crescimento e à consolidação do setor no Brasil. 

A movimentação do mercado é expressiva. No ano passado, foram transacionados mais de R$ 4 bilhões em aquisições envolvendo fundos imobiliários, o que representa cerca de 1,5 milhão de m². Nos últimos três anos, foram entregues cerca de 6 milhões de m².

Há ainda a tendência de uma inteligência logística mais ativa. Cada vez mais, é necessário agilidade para operar, com o transporte alinhado à tecnologia. A inovação é um exercício constante no novo mundo logístico pandêmico, como temos notado, e reforçou o evento do GRI.

O custo de construção 

Analisando o mercado em todo o Brasil, existem oportunidades de brownfield, ou seja, retrofit de galpões existentes que precisam ser modernizados, equipados e modificados para atender a novas demandas. Nesse aspecto, o valor do m² da construção é relevante. Por isso, é importante e necessário contar com um diagnóstico de uma equipe com visão holística do portfólio, como a da JLL, que pode ajudar a fazer as melhores decisões de investimento.

Pensando na construção somada ao custo terreno, percebe-se que o modelo de big boxes versus modular se tornou relevante nas novas demandas. Até pouco tempo atrás, discutia-se módulos de, no mínimo, 1500 m². Hoje, existem demandas de 800 m², que foram impactadas pelo last mile.

Outro ponto a se destacar é que o preço do terreno pode representar até duas vezes o valor do m² de construção. Hoje, estima-se que o custo por m² da construção esteja entre R$ 1.500 e R$ 2.500. Há uma forte pressão por reajustes constantes, muito por conta do custo dos componentes da construção como o aço.

Na JLL, estamos atentos a cada detalhe relativo à aceleração do mercado industrial e logístico, que, certamente, transcenderão as discussões provocadas pelo GRI Industrial & Logística eSummit 2021.

*Por Charles Nunes, diretor de Projetos e Obras da JLL. 

Quer saber mais? Entre em contato com o autor deste artigo:

Charles Nunes
Diretor, Projetos e Obras
Fique por dentro

Receba nossa newsletter